O que é e como tratar a condromalácia patelar – Grupo Qualidade em Saúde
Medicina

O que é e como tratar a condromalácia patelar

A condromalácia patelar, também conhecida por “joelho de corredor”, consiste no “amolecimento” da cartilagem. Não existe uma causa específica, mas o fator mais comum são os traumas, como pancadas ou traumas mais crônicos, provocados por fricção entre a patela e o sulco patelar do fêmur.

Conforme aumenta a flexão do joelho, o contato ósseo consequentemente aumenta e a pressão incidente nas facetas articulares, isso causa uma perda de líquido da patela, o que acarreta em um choque ósseo, resultando em lesões na cartilagem.

Os sinais da condromalácia patelar incluem dor no joelho ou no perímetro ao dobrar a perna, ardência no joelho ao ficar muito tempo com a perna dobrada, sensação de ter areia dentro do joelho ou estalos nos movimentos, além da possibilidade haver inchaços.

Ao perceber algum desses sintomas, procure um médico para tratamento a fim de evitar que o problema se agrave, culminando na perda total da cartilagem.

Existem quatro níveis de condromalácia:

Grau 1: amolecimento da cartilagem e inchaço;

Grau 2: Fragmentação da cartilagem com diâmentro de até 1,3 cm;

Grau 3: Fragmentação com diâmetro superior a 1,3cm;

Grau 4: Erosão ou perda total da cartilagem.

Músculos mais fortes dão mais estabilidade e diminuem o esforço dos joelhos. Por isso, o tratamento consiste em alongamento e exercícios de fortalecimento de alguns músculos e da cartilagem, deixando-a mais resistente aos possíveis desgastes. Além do fortalecimento, a fisioterapia irá corrigir os movimentos durante atividades físicas, como a corrida.

Durante o tratamento é importante não sobrecarregar o joelho, a fim de evitar inchaços e o retorno do problema. Ao retornar aos esportes, comece com treinos de intesidade leve, e não se esqueça de alongar antes da prática.

Adicionar Comentário

Clique aqui para escrever um comentário

1 × 2 =