Atividade Física

Treinamento Físico para Crianças

O treinamento de força desempenha um importante papel na formação corporal geral e específica de crianças e jovens. De 50% a 65% dos estudantes de primeiro grau apresentam deficiências posturais.

É preciso compensar esta falta de movimentação (que não se restringe ao tronco, mas estende-se também à musculatura das extremidades), a escola deveria, se possível, ser responsável por essa compensação.

A faixa etária com maior número de participantes clubes ou grêmios esportivos é de 6 a 8 anos de idade, onde por meio das modalidades esportivas as crianças possam se movimentar e trabalhar o desempenho motor.

Nos dois primeiro anos de escola há uma piora da postura em 70% das crianças, no mesmo período há o aumento do tecido adiposo que passa de 3% a 20%, também ocorre uma queda no desempenho motor, sobretudo na força muscular. Um treinamento de força adequado à idade, no sentido de proporcionar uma profilaxia postural, é necessário para aumento do desempenho esportivo. A escola primária não consegue suprir este déficit no treinamento de força (devido ao reduzido número de aula, ao grande número de crianças e à falta de preparo dos professores – ainda há mais de 90% de professores primários de educação física que não recebem formação alguma). A criança deve então ser trabalhada em clubes, academias e times esportivos, onde fará treinamento de força.

Durante o surto de crescimento infantil, o aparelho motor encontra-se muito sensível ao treinamento. Esta fase é especialmente adequada para os estímulos de força. Um treinador não deve visar somente uma otimização momentânea do desempenho, mas também o desenvolvimento geral da criança. Estudos mostraram que crianças submetidas a um treinamento de força, mostraram considerável progresso com relação ao grupo de não treinados ( grupo controle). Paralelamente ao aumento do nível de força, há uma melhoria da movimentação em todas as modalidades esportivas; o aumento da força torna os movimentos mais dinâmicos, fluentes e precisos.

Um treinamento esportivo muito específico para uma determinada modalidade esportiva causa sobrecarga muscular e em alguns casos negligenciam outros músculos, provocando um desequilíbrio funcional, que pode posteriormente prejudicar o desempenho, e causar lesões musculares e ligamentares.

Muitas crianças e jovens deixam de atingir o seu potencial esportivo simplesmente porque os estímulos para o fortalecimentos do aparelho motor e postural foram insuficientes ou unilaterais durante sua fase de crescimento.

Um treinamento dinâmico com estímulos adequados para alongamento leva a um alongamento do músculo, que possibilita um, aumento do nível de força sem que haja aumento da secção transversal do músculo. Isto é importante, sobretudo para a musculatura postural das costas, pouco alongada durante a fase de crescimento.

Como a musculatura mal obedece ao treinamento após atingir a fadiga, não há necessidade de temer danos à mesma devido a um treinamento forcado.

Na idade pré-escolar não se emprega um treinamento de força, como este é conhecido. Basta o entusiasmo das crianças de se movimentarem todo o tempo, para que haja um desenvolvimento do aparelho motor ativo e passivo, e para que haja estímulos suficientes para o crescimento ósseo e desenvolvimento muscular. O circuito de obstáculos é bastante adequado para esta faixa etária, um playground com brinquedos que as crianças possam escalar, pirâmides de cordas, escada horizontal na qual as crianças possam se deslocar dando passos com as mãos e tendo seus corpos pendurados, etc.

Na primeira idade escolar o treinamento de força deve ter exercícios variados, harmônicos e abrangentes (também para ambos os lados), esta é a base de trabalho neste período.

O único método de treinamento a ser utilizado é o treinamento dinâmico, em função da baixa capacidade anaeróbica apresentada pelo organismo infantil e das condições desfavoráveis deste organismo para trabalho estático. Num primeiro plano deve estar um treinamento para força rápida.

Como crianças pequenas só conseguem se concentrar por um pequeno espaço de tempo, o circuito de treinamento com diversas brincadeiras infantis mostra-se bastante efetivo: crianças têm necessidade de variação, portando diversos exercícios feitos durante um curto período possibilita um bom desenvolvimento do aparelho motor.

Adicionar Comentário

Clique aqui para escrever um comentário

cinco × quatro =