Medicina

Inverno e tempo seco agravam doenças, veja dicas de prevenção

Dor de cabeça, coriza, febre, dificuldade para respirar. Sintomas de doenças comuns no inverno. Com a mudança de temperatura e da umidade do ar, o corpo humano sofre as consequencias de gripes e resfriados. A pele também fica mais vulnerável.

De acordo com os médicos, o organismo humano tem o funcionamento alterado com as baixas temperaturas, por isso a maioria sofre com as doenças de inverno. Além disso, a baixa umidade no ar compromete o sistema imunológico. Com a porta de entrada do corpo desprotegida, as principais ameaças são o resfriado, a gripe e a pneumonia. Entre as doenças crônicas e com origem alérgica, há a rinite e a sinusite.

A saúde do sistema respiratório deve começar com uma higienização correta do nariz, que deve ser lavado com soro fisiológico. Fique atento ao uso de descongestionantes, que podem causar hipertensão e até dependência.

A prevenção tem dicas simples para os dias de baixa umidade e frio. Mantenha os ambientes umidificados com pano úmido ou bacia com água; limpe cortinas e tapetes; abra as janelas para a entrada da luz do sol; inclua alimentos ricos em vitamina C na dieta; e beba bastante água.

O tempo frio também é um grande inimigo da pele e dos cabelos. Segundo dermatologistas, banhos quentes e demorados torna a pele mais vulnerável a coceiras e alergias, além de provocar caspa. Para os dias frios, a dica é usar sabonetes compostos de detergentes sintéticos com índices de pH entre 5,5 e 7. Durante o banho, evite o uso de buchas e loções tônicas. E após a higiene, use cremes hidratantes.

Fonte: G1 MS

Adicionar Comentário

Clique aqui para escrever um comentário

treze + 6 =